sábado, 22 de setembro de 2018

Com um laço no pescoço ainda abençoava...

Beato Pe. Jose Stanek era um capelão do grupo "Kryska" durante a Insurreição de Varsóvia (foi uma luta armada durante a Segunda Guerra Mundial na qual o Armia Krajowa (Exército Clandestino Polaco) tentou libertar Varsóvia do controle da Alemanha Nazi. Teve início em 1 de agosto de 1944 como parte de uma revolta nacional e deveria durar apenas alguns dias, até que o Exército Soviético chegasse à cidade. O avanço soviético no entanto foi interrompido, mas a resistência polaca continuou por 63 dias, até sua rendição às forças alemãs em 2 de outubro). O ódio dos alemães levou-o à morte de um mártir por enforcamento. "Padre capelão Stanek, todo o povo gasto nesta execução (prisioneiros - insurgentes e civis) dava da forca com um laço no pescoço a benção... Estava se despedindo de todos os que estavam assistindo a esta tragédia com o sinal da cruz"- lembra Stanisława Żórawska.

O padre Jose (Józef) Stanek nasceu em 4 de dezembro de 1916 em Łapsze Niżne (Polônia) como filho de Józef e Agnieszka. Freqüentou o ensino médio em Wadowice. Em 1935 ingressou na Sociedade do Apostolado Católico. Dois anos depois, começou a estudar no Seminário Maior dos Padres Palotinos em Ołtarzew. Foi lá quando começou a Segunda Guerra Mundial.

Quando, junto com outros seminaristas, foi evacuado da frente, foi feito prisioneiro pelos soviéticos, dos quais ele fugiu e retornou a Ołtarzew. Em 7 de abril de 1941, foi ordenado sacerdote e em 13 de abril celebrou sua primeira Santa Missa em sua aldeia natal. Em 1941, também começou estudos na clandestina Faculdade de Sociologia da Universidade de Varsóvia, portanto, seu destino posterior estava ligado à capital da Polônia, onde trabalhou como padre e capelão hospitalar das Irmãs da Família de Maria em Varsóvia. É aqui que o começo da Insurreição de Varsóvia o encontra.

Capelão do agrupamento "Kryska"

Na segunda quinzena de agosto de 1944, ele foi enviado para servir no agrupamento do exército clandestino Polaco "Kryska". Tornando-se capelão do agrupamento, adotou o pseudônimo "Rudy" (Ruivo). Serviu outros celebrando as missas para soldados e civis, confessando e visitando pacientes em hospitais. Muitas vezes salvou os feridos, levando-os para fora da linha de combate.

"Seu rosto calmo e agradável e palavras reconfortantes davam conforto..."
Sobre a importância da presença do padre Stanek entre os soldados combatentes pode ser lido nas memórias de um dos soldados do grupo "Kryska", Wojciech Zabłocki, pseud. "Derkacz":

"Estou salvo. Estou olhando para o meu salvador. Não há dúvida - ele é um capelão que recentemente celebrou Missa para os soldados - Pe. Stanek... Com um pouco de água molhou meus lábios e me deu uma bebida. Confortos, incentiva. O capelão, no medida às suas modestas possibilidades, cuida de todos. Seu rosto calmo e agradável e palavras reconfortantes davam o conforto e nos acompanham por algumas horas ".

“Estava se despedindo de todos os que estavam assistindo a esta tragédia com o sinal da cruz”.

Nos últimos dias do Insurreição dos moradores de Varsóvia em Przyczółek Czerniakowski, ele se dedicou a salvar a vida de outros. Ele se recusou a evacuar com para outro lado do Rio Vístula, entregando seu lugar no pontão para o soldado ferido. Em 23 de setembro de 1944, o padre Stanek estava nas mãos dos nazistas, que o espancaram e o empurraram para a forca. Nos últimos momentos de sua vida ele mostrou verdadeira bravura, até o final ele permaneceu um verdadeiro sacerdote. "Padre capelão Stanek, todo o povo gasto nesta execução (prisioneiros - insurgentes e civis) dava da forca com um laço no pescoço a benção... Estava se despedindo de todos os que estavam assistindo a esta tragédia com o sinal da cruz"- lembra Stanisława Żórawska, que viveu em Czerniakow durante a Insurreição de Varsóvia.

Pe. Stanek após a tortura foi enforcado na parte de trás do armazém na rua Solec em Varsóvia. Segundo alguns relatos, ele foi enforcado em sua própria estola. O excepcional ódio dos alemães em relação ao capelão do grupo "Kryska" devia ser causado por seus conselhos aos insurgentes, de modo que eles destruíssem suas armas sob sua própria responsabilidade. Foi para protegê-los do destino daqueles que, capturados com armas, foram imediatamente fuzilados.

Mártir

Em 13 de junho de 1999, ele estava entre os 108 mártires da Segunda Guerra Mundial, beatificado pelo papa João Paulo II. Em 2004, o Beato Palotino foi estabelecido como o patrono da capela do Museu da Insurreição de Varsóvia.

Anna Piotrowska

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

10 anos do Blog

Estamos na era digital. As notícias e informações chegam em quase todo o mundo, em apenas alguns segundos. Quase todas as pessoas podem acessar qualquer informação, apenas com o toque dos dedos em seus smartphones. Assim ficamos ligado o dia todo, todo o dia com diversos assuntos.
Neste meio nós quanto igreja, atendendo ao pedido de Jesus, para anunciar a boa nova do evangelho a todas as criaturas, não podemos ficar para atrás. E assim há 10 anos, foi criado o blog “Palotinos do Rio de Janeiro” para que todos pudessem ficar sabendo das notícias e acontecimentos do “mundo palotino” em especial da Região Mãe de Misericórdia.
É com muita alegria que podemos partilhar ao longo de 10 anos, muitas notícias boas, formações, conhecimentos, eventos, e divulgar cada vez mais a palavra de Deus através do Carisma de nosso Fundador São Vicente Pallotti.
Quando lemos as notícias e eventos, nos sentimos conectados, eu em minha paróquia posso saber e me alegrar com o que acontece em uma paróquia Palotina a quilômetros de distância e pensar: “estamos longe, mas somos irmãos”, é o carisma e o amor de Cristo que nos une, através da oração e da tecnologia!
Ao longo de 10 anos foram até hoje 1553 postagens, divulgando todo tipo de notícia e informação. Para quem ainda não sabe ai vai mais uma informação atualizada: A Região Mãe da Misericórdia compreende 2 Países, Brasil e Portugal. E tem hoje 1 santuário, 1 seminário, 1 postulantado e 14 paróquias. São eles:
  • Santuário da Divina Misericórdia – Vila Valqueire - Rio de Janeiro.
  • Seminário Maior Palotino – Vila Valqueire -Rio de Janeiro.
  • Postulantado Mãe do divino Amor – Guapimirim - RJ
  • Paróquia Santa Isabel – Bento Ribeiro -  Rio de Janeiro
  • Paróquia de São Roque – Vila Valqueire -  Rio de Janeiro
  • Paróquia N.S. Medianeira – Osvaldo Cruz - Rio de Janeiro
  • Paróquia N.S dos Navegantes – Bonsucesso -  Rio de Janeiro
  • Paróquia N. S de Fátima – Pendotiba-  Niterói – RJ
  • Paróquia São Sebastião  -Itaipu-  Niterói – RJ
  • Paróquia N.S de Fátima – Itaipuaçu – Maricár - RJ
  • Paróquia do Imaculado Coração de Maria – Cachoeira de Macacu – RJ
  • Paróquia São Benedito – Itaperuna – RJ
  • Paróquia N. S. do Rosário de Fátima – Itaperuna – RJ
  • Paróquia N. S. da Glória – Manaus – AM
  • Paróquia Santo Angelo – Novo Airão – AM.
  • Paróquia Santíssimo Nome de Jesus – Odivelas – Portugal
  • Paróquia Nossa Senhora das Febres – Febres – Portugal.

Nestes 10 anos divulgamos notícias de todas essas igrejas, e apresentamos para você uma retrospectiva de fatos mais marcantes ao longo desta década.
2008 – O blog teve seu primeiro post, e foi sobre o tradicional festival Palotino da Canção. Neste ano ainda demos destaques para as notícias sobre os 25 anos da chegada dos padres palotinos na Paróquia de São Sebastião de Itaipu, o falecimento do padre Jan Janik, os 40 anos da paróquia de São Benedito em Itaperuna.
2009 – As notícias de destaque deste ano foram a comemoração dos 50 anos de ordenação sacerdotal do pe. José Maslanka, a elevação da Paróquia da Divina Misericórdia como Santuário Arquidiocesano da Divina Misericórdia, e a visita do Cardeal Polonês Stanislaw Dziwisz.
 2010 – Neste ano lembramos a visita do papa Bento XVI à Portugal;  a ordenação sacerdotal do Pe. Juliano; os 25 anos da igreja da Praia de Mira em Portugal; e a eleição do novo superior Geral Pe. Jacob Nampudakam.
2011- foi o ano com recorde de notícias em nosso blog! Lembramos a assembleia nacional da UAC; a ordenação sacerdotal do pe. Adenilson; os 40 anos da Juventude Palotina do Brasil com a participação dos jovens palotinos de nossa região; a ordenação episcopal de Dom Julio da província de São Paulo; a comemoração dos 50 anos da paróquia de N.S de Fátima em Pendotiba, Niterói e ainda os 50 anos de ordenação sacerdotal do querido Pe. Ceslaw.
2012 – Celebramos os 10 anos da Região Mãe da Misericórdia; noticiamos a abertura do ano jubilar dos 50 anos da canonização de São Vicente Pallotti juntamente com a visita das relíquias pelas paróquias da Região; ainda cobrimos o 1º congresso da Divina Misericórdia no Santuário; e celebramos os 25 anos de sacerdócio dos padres Lucas, Casimiro e Renato.
2013- O ano do jubileu dos 50 anos de canonização de São Vicente Pallotti; noticiamos a eleição do Santo Papa Francisco; cobrimos a peregrinação dos símbolos da JMJ RIO pelas paróquias da Região, bem como o Bote Fé, a semana missionária e a participação dos jovens na JMJ do Rio; comemoramos os 40 anos da chegada dos padres palotinos poloneses no Brasil, e os 10 anos da UAC de itaipu; e o empenho apostólico dos primeiros membros da UAC de Portugal.
2014 – Neste ano comemoramos os 30 anos da presença dos padres palotinos na paróquia de São Sebastião de Itaipu; celebramos os 25 anos de ordenação sacerdotal dos padres Jorge e João Pedro, e ainda a ordenação sacerdotal do padre Saulo.
2015 – comemoramos os 180 anos da UAC; celebramos os 25 anos de ordenação sacerdotal do padre Marcos, e vimos mais um padre ser ordenado – Pe. Denis.
2016 – tivemos mais um padre palotino ordenado bispo – Dom Edgar da província de Santa Maria; celebramos os 40 anos de ordenação sacerdotal do padre João Sopicki; lamentamos o falecimento do padre Tadeu Korbecki; noticiamos a participação de alguns dos nossos jovens na JMJ Cracóvia; e cobrimos a Beatificação da Elizabeta Sanna.
2017 – nos entristecemos com o falecimento dos padres José Maslanka e João Baraniecki mas nos alegramos com a ordenação sacerdotal do padre Rafael Moura.
2018 – até o dia de hoje noticiamos com muita alegria a festa dos 30 anos da paróquia do Santíssimo Nome de Jesus em Odivelas Portugal.
Como podem ver, a nossa Região teve e tem muitos acontecimentos importantes.
Sempre estamos buscando divulgar e informar a todos sobre os diversos eventos que acontecem. Anualmente as paróquias palotinas se organizam para celebrar o Oitavário da Epifania, retiro de carnaval, semana da Família, o festival Palotino, festas dos padroeiros, exposição de presépios, Natal, semana Santa, além de congressos e assembleias, missões, eventos da UAC da Juventude Palotina, mensagens do Superior Geral, notícias dos palotinos de todo o mundo. Sempre procuramos publicar todos esses acontecimentos, e também diversos testemunhos aqui no blog.
Mas nada disso seria possível sem a colaboração dos padres, e leigos, que se empenham para organizar todos os eventos, e compartilhar conosco textos e fotos para que possamos publicar.
“A Internet é um dom de Deus e também uma grande responsabilidade”  - Papa Francisco.
Dentro deste pensamento, agradecemos a todos colaboradores, e pedimos que cada vez mais possamos divulgar a mensagem da boa nova do evangelho por meio do nosso blog, levando mais conhecimento e descoberta do mundo Palotino, atraindo assim mais operários para a messe do Senhor. Não deixe de mandar as notícias e eventos de sua paróquia para nós, será uma alegria compartilhar aqui!
Deus em Tudo e Sempre!
Camille Santos

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Festival Palotino da Canção

A cada ano, no dia 7 de setembro, as comunidades palotinas da Região Mãe da Misericórdia do Rio de Janeiro estão reunindo-se em uma confraternização por ocasião do Festival Palotino da Canção.

Neste ano a 28ª edição do Festival aconteceu na paróquia Nossa Senhora de Fatima em Itaipuaçu, com o tema: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8) e o lema: “Buscai a Deus e o encontrareis; buscai-o em tudo e o encontrareis em tudo. Buscai-o sempre, e o encontrareis sempre”- São Vicente Pallotti.



O evento aconteceu em Fazenda Itaocaia onde as 10:30 começou a Santa Missa presidida pelo Pe. Estevão Lewandowski, Reitor Regional, e concelebrada pelos Padres Palotinos que chegaram de várias comunidades palotinas.



No início da celebração Pe. Francisco Marques, pároco de Itaipuaçu, deu às boas vindas de modo especial as 9 bandas das paroquias palotinas que iam se apresentar e convidando a todos para juntos rezar, partilhar e alegrar-se com o carisma palotino. Pe. Estevão lembrou que neste ano foi o aniversário de 35 anos da primeira Missa celebrada pelos palotinos na paróquia de Itaipu da qual pertencia na época também Itaipuaçu.



Neste Ano do Laicato, o Reitor Regional, mostrou São Vicente Pallotti como precursor do apostolado dos leigos na Igreja e destacou a responsabilidade de cada pessoa na crescimento da comunidade. Devemos mostrar a marca do carisma palotino em nosso comportamento no dia a dia.



Foi um encontro maravilhoso que nos proporcionou a conhecer melhor o carisma do nosso fundador S.Vicente Pallotti, através da alegria dos jovens e das músicas cantadas por eles.

Mostrando que ser palotino é ser alegre, unido e que os ensinamentos de Pallotti nos leva a ter ainda mais intimidade com Deus. Amor União e Respeito ao próximo.

sábado, 11 de agosto de 2018

Semana da Família na paroquia Santa Isabel


Para bem celebrar a Semana da Família, a Pastoral Familiar da Paróquia de Santa Isabel Rainha de Portugal em Bento Ribeiro – RJ, promoveu durante os dias de 6 a 10 de agosto de 2018, diversas atividades que conduziram, de uma forma agradável e participativa, a comunidade paroquial e diversas pastorais a refletir sobre a família cujos valores, são agredidos na sociedade.




Criada em 1992, a Semana Nacional da Família é um evento anual que entrou de modo permanente no calendário das atividades da paróquia de Santa Isabel. O tema proposto pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, da CNBB “O Evangelho da Família, alegria para o mundo”, mesmo tema do IX Encontro Mundial das Famílias com o Papa Francisco, que acontece em Dublin, Irlanda, em agosto foi refletido e apresentado pelos padres palotinos, famílias, catequistas e aprofundado de joelhos diante do Santíssimo Sacramento. Pe. Daniel Rocchetti SAC mostrou que os desafios da família devem ser resolvidos através da vivência familiar na luz da Palavra de Deus.




A necessidade de chegar a santidade pelo amor vivido no matrimônio e família foi apresentado pelos membros da Comunidade Shalom: Sérgio e Edwiges.




Imitando o “Sim” da Maria conseguimos anunciar o Evangelho fecundando o amor em nossa família, como fazer isso mostrou para todos o casal Fernanda e Rodrigo.





Catequistas da paroquia com uma palestra animada como podemos utilizar nossa espiritualidade e a oração como meio de melhorar a nossa família e, consequentemente, a sociedade.





No último dia diante o Santíssimo Sacramento em uma oração conduzida pelo Pe. Josiel Azevedo da Silva SAC, apresentamos para Deus todas as alegrias, desafios, problemas das nossas famílias.





A Semana da Família nos encoraja a participar, dialogar, acreditar, se doar, testemunhar e fortalecer-se por meio do Evangelho que é fonte de alegria quando vivenciado com amor e convívio familiar. No Ano do Laicato seremos uma família que é “Sal” da terra e “luz” do mundo.