quinta-feira, 3 de junho de 2010

FESTA DE CORPUS CHRISTI EM NOVO AIRÂO

Em comunhão com a Igreja, em todo o mundo, celebramos, aqui em nossa comunidade de Novo Airão, a Festa de Corpus Christi.

Fiéis das três Capelas da comunidade participaram da procissão do Santíssimo Sacramento que saiu da Capela Nossa Senhora Auxiliadora, às 7:30 a.m. seguindo até a Igreja Matriz de Santo Ângelo. À frente, Pe. Artur Karbowy SAC, nosso Pároco, levava o ostensório. Atrás, junto ao povo de Deus, D. Elsa coordenava os cantos e a oração do terço da misericórdia. Adolescentes e jovens carregavam as faixas com a homenagem de cada uma das Capelas ao Santíssimo Sacramento. Em cada parada, frente às casas que preparam um altar para receber Jesus e suplicar sua bênção, Pe. Artur fez uma reflexão sobre a importância do Corpo Eucarístico de Jesus em nossa vida e, em seguida, fez uma oração e deu a bênção com o ostensório.

Durante toda a procissão e chegando na Igreja, chamaram a atenção de todos nós os bonitos altares que as pessoas preparam em frente a suas casas para acolher Jesus Eucarístico e demonstrar-lhe sua fé e seu amor, em agradecimento ao grande amor de Jesus por todos nós. A Avenida principal estava ornamentada com flores, balões coloridos e tapetes bonitos com motivos que lembram o Santíssimo Sacramento e a Eucaristia. Tudo preparado com carinho e dedicação, na noite anterior, por pessoas voluntárias da comunidade. Os tapetes, feitos com serragem colorida e flores, são uma tradição da fé católica. É muito bonito perceber o carinho com que o povo amazonense de Novo Airão também expressa sua fé. Em cada detalhe, em cada cor dos tapetes e dos adornos, há uma doação, uma dedicação, uma expressão da religisiosidade e fé do povo de Deus.

Chegando na Igreja de Santo Ângelo, um grupo de jovens do Ministério de Música acolheu o Santíssimo Sacramento com cantos. Pe. Artur Karbowy SAC e Pe. José Maslanka SAC concelebraram a Missa em que todos nós participamos com muita alegria.

Na introdução da Missa, a animadora leu um texto que fazia memória da origem do  Corpus Christi. Esta celebração nos remonta ao século 13; foi instituída pelo Papa Urbano IV e tem o objetivo de realçar a Eucaristia. Após a proclamação do Evangelho, Pe. José fez um bonito sermão lembrando a todos como Deus nos ama com tão grande amor que fez com que tudo na natureza fosse sempre multiplicado para alimentar-nos para sempre. Nós quase não percebemos esse gesto de amor de Deus para conosco, porque não paramos para pensar no quanto Deus se preocupou com que tivéssemos sempre o alimento necessário para viver. Ainda na homilia, Pe. José lembrou-nos de um fato que aconteceu no nordeste do Brasil. Houve um acidente com um barco e passados muitos dias, encontraram este barco com todos os seus passageiros sem vida, provavelmente mortos pela fome. Apenas uma criancinha havia sobrevivido ao acidente. Quando observaram, essa criancinha tinha conseguido sobreviver porque sua mãe, antes de morrer, abriu feridas em seu corpo de onde jorrava um pouco de sangue e a criancinha sugava este sangue que não a deixou morrer. A partir dessa história, Pe. José fez referência a Jesus que, com seu sangue derramado na cruz e seu corpo entregado por nós, escolheu alimentar também nossa fé, para que tenhamos vida para sempre. Assim, Pe. José reforçou que a Festa de Corpus Christi é a celebração desse imenso Amor de Deus por todos nós; amor que se preocupa com nossa necessidade de alimento para ter vida.

No momento de Ação de Graças, Pe. Artur agradeceu o empenho de todos que, com dedicação e amor, preparam tudo para a celebração desta Festa de Corpus Christi, dando, assim, testemunho de sua fé.

Assim, em comunhão com Jesus e com todo o povo de Deus, celebramos mais este momento inesquecível de nossa fé cristã, aqui em Novo Airão – AM.

Irma Sandra Ede

Um comentário:

joaninha disse...

Eucaristia pão do caminho.
ter participada da caminhada de iGREJA AO REDOR DO cORPOE sangue de jesus foi uma experiëncia muito significativa. Sobretudo as paradas em frente as casas simples das fam~illas me fez refletir e rezar.Jesus presente nas csas simples e humildes,levando paz e consolo aos coraççoes.Sem brilhos e sempompas mas carregada de amor e vereneraççao.Meu amor a Jesus eucaristia me leva a descobri]~i-lo no irmão e na irmã de carne e osso.
Ir. Joaninha